top of page

Mais de 600 manifestantes são presos em Berlim, na Alemanha

Eles participaram de um protesto contra as medidas que baniram em corte a realização de manifestações contra as restrições do Covid 19 determinadas pelo governo Alemão.


Foto reprodução : Clemens Bilan/EPA

Por: Juliana Steuernagel / Reino Unido


Em Berlim, foram um total de 13 diferentes manifestações contra as medidas legais do governo alemão de proibição a protestos públicos contra as restrições ao Covid 19 impostas pelo governo.


De acordo com informações da polícia germânica, 22.500 pessoas participaram das manifestações em diferentes pontos da cidade. Os manifestantes se recusaram a usar máscaras e não respeitaram as medidas de higiene mínimas exigidas pelo governo alemão durante a pandemia.


A polícia entrou em ação e prendeu mais de 600 manifestantes e confirmou a morte de um homem de 49 anos, que viajou de Rhineland para Berlim com o filho para participar dos protestos.


Um exame de post-mortem foi exigido pela corte de Berlim para averiguar as causas da morte do manifestante cujo nome ainda não foi divulgado pela polícia alemã. Os protestos foram organizados pelo “Querdenker” grupo que é contra as medidas de restrições do coronavírus estabelecidas pelo governo. O movimento acredita que as ações governamentais durante a pandemia são fascistas e que a campanha de vacinação é uma forma de apartheid.





Commenti


bottom of page