Dra. Uilma Augusta, a baiana que coordena projetos de ressocialização nos presídios



O Talento da Mulher Brasileira à frente da Coordenação de Projetos de Empreendedorismo nas Penitenciárias do Brasil, é prá Gringo Ver!

Por: Vanessa Noronha Tölle, sucursal Europa


Dra. Uilma Augusta de Jesus, é bacharel em Direito e Teologia, juíza arbitral, pós-graduada em gestão pública e privada e em gestão empresarial, presidente e fundadora do conselho e tribunal de mediação e conciliação e arbitragem da Bahia e em agosto de 2019 foi nomeada pelo Secretário de Administração Penitenciária e Ressocialização da Bahia, Nestor Duarte Neto a primeira mulher a coordenar os projetos de empreendedorismo no sistema de presídios da Bahia. Os projetos de empreendedorismo têm como objetivo promover a humanização das prisões, sem perder de vista a finalidade punitiva da pena tendo como propósito evitar a reincidência no crime e oferecer alternativas para o condenado se recuperar. Dra. Uilma Augusta, em conversa com a nossa colunista, Vanessa Noronha Tölle, citou sobre a indescritível experiência de conviver durante 15 dias com 300 detentos do sexo masculino que já estão cumprindo pena utilizando a metodologia APAC. A presença de uma mulher num ambiente extremamente reservado ao masculino, se envolvendo na rotina do acordar, tomar café da manhã, participar das atividades e etc, inicialmente provocou uma inquietação e uma curiosidade por parte dos homens que ali estavam. Vestida elegantemente, de colarzinho de pérolas, sapatos scarpans e com o seu jeito franzino e apaziguador, Uilma foi conquistando cada um daqueles que cometeu o delito lá fora. Ali dentro, os homens envolvidos em conversas, terapias, orações e trabalhos nas oficinas, através de depoimentos nos mostram o quanto é importante facilitar a formação destes que no futuro, em liberdade, voltarão ao convívio social. Para o Secretário e também advogado Nestor Duarte Neto, os resultados positivos tais como baixo índice de reincidência, baixo custo, ausência de violência e rebeliões, poucas fugas, têm contribuído para que a metodologia APAC seja conhecida e aplicada. Dra. Uilma Augusta, estando a frente dos projetos, reconhece e aponta o valor da educação para formar pessoas e sobretudo para prepará-las para enfrentar o mundo lá fora. Tanto o dr. Duarte, quanto a dra. Uilma, citam que a maior parte das pessoas que vai trabalhar para o crime não tinha trabalho, não tinha famílias bem constituídas. Dentro desse quadro de crise econômica e com o nosso atual presidente tendo como proposta a militarização, precisamos unir forças com a arte, a cultura e a educação para reforçar a nossa democracia através do diálogo. O Portal La Voga, aqui da Europa, parabeniza o trabalho que o dr. Duarte vem desenvolvendo juntamente com a sua equipe! Este é  um projeto para “Gringo ver!”.


Por: Vanessa Noronha Tölle, sucursal Europa



Fotos ( Arquivo pessoal dra. Uima Augusta

© 2017 La Voga Compass

Os colunistas, jornalistas e blogueiros que são colaboradores e parceiros do Lavoga Compass, são os reponsáveis pelo conteúdo das suas publicações neste Portal