Mulheres brasileiras apostam no empreendedorismo literário


Se ninguém segura uma mulher com um livro nas mãos, o que será de uma mulher que escreveu, publicou e empreende através do seu próprio livro?

Lembro da era em que a mulher tinha que se esconder por traz de um nome masculino para ser autora de suas poesias, ainda bem que esse tempo acabou ....

Quando entrevistei a Alexandra pelo facetime, nos primeiros 30 minutos eu ja sabia que ela era um espirito inquieto que talvez um pouco mais de mil anos atras lutou para que chegássemos aonde estamos hoje.

A liberdade que mulher conquistou hoje através da palavra escrita podendo contar suas historias para o mundo.

Essa empresarias criaram uma nova plataforma transformando a voz e a escrita das mulheres em um verdadeiro Negócio.

A Startup Editora Livr(a) sabe bem o que pode acontecer da junção do poder da palavra com o poder da internet e, através de um modelo inovador, tem se destacado no mercado como a primeira editora online no mundo a trabalhar com escritoras iniciantes, modelando autora e obra do primeiro capítulo até a autopublicação de sucesso.

A startup promove a autopublicação sem reter direitos autorais e sem tocar nos lucros das clientes - exclusivamente femininas - unindo tudo o que há de melhor no marketing digital através das plataformas Amazon e Monetizze.

Alexandra Vidal, escritora, fundadora e também CEO da Livr(a), vai lançar seu novo livro num workshop em New York no primeiro fim de semana de dezembro. Segundo ela, este evento inaugura a trajetória de sua editora no mercado internacional.

“Em meu novo livro “Fui ser Livr(a) - Como encontrar a frequência do propósito e fazer acontecer” falo sobre a minha experiência pessoal de abandonar minha carreira para dedicar-me à maternidade, e como no meio de uma profunda inquietação por ver meus talentos adormecidos, encontrei no empreendedorismo a frequência do meu propósito”, explica.

Alexandra conta que em menos de três meses colocou em funcionamento a startup. “Movimentamos a vida de muitas outras mulheres através da solução de uma dor que não era somente minha.

Neste primeiro workshop, ao lado de duas mulheres igualmente incríveis e empoderadas : Larissa Ribeiro de Souza (Educação Financeira, Carreira e Hedgefund) e Jaqueline Torres (Trechos e Milhas, roteiros turísticos e milhas aéreas ) , vamos nos unir forças com outras palestrantes inspiradoras para motivar as brasileiras que moram fora do país a encontrar a frequência do seu propósito e fazer da publicação do seu livro um propulsor de sua carreira ou empresa, além de uma fonte de renda”, declara.

A CEO informa que outras autoras da Livr(a) já têm o lançamento de seus livros programados para os próximos meses, em Los Angeles, Dublin, Londres e Portugal. Dentre elas suas sócias e também escritoras Natalina Costa e Paula Brukmuller (que conta sobre sua volta ao mundo após o término do casamento); além das talentosíssimas em suas áreas de atuação: Tainá Alencar (Estrategista de Imagem), Bruna Andrade (Startups) e Mayte Carvalho (Persuasão).

Alexandra conta ainda que, por ser uma startup de impacto socioambiental, toda vez que uma mulher faz a opção por publicar seu livro com a Editora Livr(a), está automaticamente promovendo o empoderamento de outra mulher em situação de vulnerabilidade social e apoiando projetos de eco business e sustentabilidade.

O próximo passo é transformar os livros em roteiros de sucesso. Alguém ainda tem dúvidas sobre o poder de uma mulher que escreve?

Como diria a diva escritora Margaret Atwood: Palavra é Poder.

Por Carolina Brasil, Los Angeles-EUA

© 2017 La Voga Compass

Os colunistas, jornalistas e blogueiros que são colaboradores e parceiros do Lavoga Compass, são os reponsáveis pelo conteúdo das suas publicações neste Portal