top of page

Reino Unido intensifica restrições aos voos vindos da África do Sul por causa da nova cepa do Covid




Por: Juliana Steuernagel/Reino Unido


O Reino Unido esta intensificando as restrições a viagens depois que uma nova variante do coronavírus foi identificada na África do Sul no início desta semana.


Reino Unido, Cingapura e Japão estão entre aqueles que adotaram medidas de quarentena mais rígidas e proíbem voos da África do Sul e países vizinhos.



A UE está propondo proibir voos da região em todo o bloco


A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse que levará algumas semanas para entender o impacto da nova variante, enquanto os cientistas trabalham para determinar o quão transmissível ela é.


A variante sul africana é muito diferente das outras que surgiram até agora. Cientistas disseram que é a versão mais mutada até o momento, o que significa que as vacinas, que foram projetadas com a cepa original de Wuhan, podem não ser tão eficazes.


A nova variante ainda não recebeu um nome mais memorável, como Delta ou Beta, e agora é conhecida como B.1.1.529.


A OMS deve dar um nome na sexta-feira e anunciar se é uma variante de preocupação ou apenas uma variante de interesse.


Sajid Javid, secretario nacional da saude e assistencia social, disse que a experiência mostrou que "devemos agir rapidamente e com a maior brevidade possível".


Nenhum caso da variante foi detectado no Reino Unido. Javid disse à Câmara dos Comuns que é "altamente provável" que a variante B.1.1.529 já tenha se espalhado da África do Sul e Botswana, onde foram encontrados casos confirmados, para outros países.


Os viajantes desses países, assim como da Namíbia, Zimbábue, Lesoto e Eswatini, terão que se isolar por 10 dias, sendo que os que chegarem após as 04:00 GMT de domingo deverão entrar em quarentena em um hotel.


A cada 65 pessoas pelo menos 1 testou positivo para a COVID 19 semana passada no Reino Unido.



Comments


bottom of page