top of page

EXCLUSIVO: Ex vice-ministro da Rússia garante: "Putin não esperava tanta resistência da Ucrânia"


Foto reprodução


Por: Juliana Steuernagel/ Reino Unido


O ex-vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Andrei Fedorov, disse que os próximos dias são fundamentais na invasão da Ucrânia pela Rússia, já que a ordem inicial do presidente Vladimir Putin era “completar a operação militar com uma vitória até 2 de março de 2022.”


“Deve haver conversas acontecendo sem pré-condições. Conheço a posição dos meus amigos em Kiev e da liderança da Ucrânia.


Eles estão prontos para sentar e conversar, mas sem pré-condição”, disse ele.


A Ucrânia e a Rússia concordaram em manter conversas em um local perto da fronteira bielorrussa, disse o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy no início do dia.


As negociações, as primeiras anunciadas desde que a Rússia desencadeou uma invasão em larga escala da Ucrânia na semana passada, serão realizadas sem pré-condições e são o resultado de um telefonema entre Zelenskyy e seu colega bielorrusso, disse o líder ucraniano.


Fedorov também disse que a resistência na Ucrânia e as sanções impostas pelo Ocidente foram mais fortes do que a Rússia previu antes do início da violência.

bottom of page