top of page

Colapso de uma fraude: fundadora da Theranos é condenada a prisão

Elizabeth Holmes, fraudadora da Theranos, condenada a mais de 11 anos de prisão por enganar os investidores em um esquema multibilionário de exames de sangue.


Foto reprodução: Elizabeth Holmes, 38 anos fundadora da Theranos condenada há mais de 11 anos de prisão por fraude bilionária.


Por: Juliana Steuernagel/UK


Elizabeth Holmes foi condenada a mais de 11 anos de prisão na sexta-feira, após sua condenação em janeiro por fraudar investidores enquanto administrava a fracassada startup de testes de sangue Theranos.


O juiz Edward Davila impôs uma sentença de 11 anos e três meses de prisão, com mais três anos de supervisão após a libertação de Holmes.


A sentença também inclui uma multa de US$ 400, ou US$ 100 para cada acusação de fraude. A restituição será definida em uma data posterior.


Holmes, que foi considerada culpada em janeiro por quatro acusações de fraudar investidores, pode pegar até 20 anos de prisão e multa de US$ 250.000 mais restituição por cada acusação.


Os advogados do governo pediram uma pena de prisão de 15 anos, bem como liberdade condicional e restituição, enquanto o oficial de condicional de Holmes pressionou por uma pena de nove anos.


A equipe de defesa de Holmes pediu a Davila, que presidiu seu caso, que a sentenciasse a até 18 meses de prisão, seguida de liberdade condicional e serviços comunitários.


Antes que a sentença fosse anunciada, Elizabeth Holmes falou ao tribunal em San Jose, Califórnia. "Eu amava Theranos. Era o trabalho da minha vida", disse ela. "As pessoas com quem tentei me envolver com a Theranos foram as pessoas que mais amei e respeitei. Estou arrasada com minhas falhas

Kommentare


bottom of page