top of page

Alemanha e Itália confirmam casos de Omicron e República Tcheca uma suspeita da nova variante




Por: Rô Wolfl/Alemanha


Segundo o Ministério da Saúde da Bavária, um casal que desembarcou no aeroporto de Munique, na última terca-feira, vindos da África do Sul, testou positivo para o Omicron. O casal está em quarentena.


Outro viajante que também veio da África do Sul e desembarcou em Frankfurt, testou positivo para o Covid 19, e segundo autoridade regional alemã, análises preliminares apontam mutações semelhantes ao da nova cepa sul-africana, mas este caso ainda não foi confirmado.


O governo alemão classifica oito países africanos como áreas de variantes do vírus.


Apenas os cidadãos alemães ou residentes na Alemanha, vindos destas regiões poderão entrar no país. Todos terão que cumprir quarentena de duas semanas.


A Itália também confirmou o primeiro caso de Omicron, no país. Um homem que chegou vindo da cidade de Moçambique testou positivo para a nova variante do Covid 19. O paciente e as pessoas com que ele teve contato estão em isolamento.


A Inglaterra já confirmou dois casos de Omicron no país. A Holanda anunciou que investiga se os testes que deram positivo para Covid em 61 passageiros que vieram da África do Sul, são

a nova cepa do coronavírus.


A República Tcheca também registra caso suspeito da nova variante sul-africana em um passageiro vindo da África do Sul.


A grande preocupação da variante Ômicron é que ela possuí mais de 50 mutações, o que não existia nas outras cepas do Covid 19.


Outra característica preocupante desta variante é que 30 delas tem mutações na proteína S (Spike), que seria como uma espécie de “chave”, que o vírus usa para entrar na célula. E é está proteína que é o alvo de todas as vacinas.









Comments


bottom of page