Tudo pronto para o Festival

Cultural do Brasil em Viena

Considerada a melhor cidade do mundo para se viver, Viena, na Áustria, preserva sua história e investe na modernidade. Banhada pelo rio Danúbio, um dos mais importantes da Europa, Viena oferece uma qualidade de vida exemplar para 1 milhão e 800 mil habitantes que desfrutam de segurança, saúde, educação e transporte público eficientes. 

 

Cinquenta por cento da cidade possuem áreas verdes, com parques e locais de lazer conservados. Seu centro histórico foi tombado pela Unesco. Só no bairro dos museus ficam cerca de 60 instituições  culturais, o que tornou está região em um dos mais importantes centros artísticos do planeta. 

 

E é está cidade multicultural que  transpira arte, música e história, que recebe há sete anos o Festival Cultural do Brasil de Viena, promovido pela Associação Austro-Brasileira Papagaio. A entidade e o festival, ambos sem fins lucrativos, foram criados e são dirigidos pela pedagoga sergipana, Vanessa Noronha Tölle, com o objetivo de divulgar as potencialidades artísticas e culturais do Brasil no exterior. 

Mesmo sem patrocínio, ao longo de suas edições, o festival foi ganhando reconhecimento, prestígio e respeito. Uma conquista obtida através da excelência da programação e pelo profissionalismo com que o evento é executado. Isto, chamou a atenção da direção do Weltmuseum Wien que há várias edições abre as suas portas para receber as atrações do Festival Cultural do Brasil em Viena. A programação do Festival também faz parte do calendário anual de eventos da Instituição. 

Durante o festival, o Brasil é apresentado ao público através de concertos ,exposições, filmes, literatura, espetáculos de música e dança,, workshop, palestras, gastronomia, projetos bem sucedidos, além de outras atrações. O evento conta ainda com atividade especial destinada as crianças. E segundo Vanessa Tölle, , por meio de ações do Festival, algumas das atrações são levadas para outras cidades autríacas.

                                             VII Edição

A Música tema do Festival Cultural do Brasil 2019 é "Brasil Meu Festival!". Música de Gilton Lobo, interpretada por Bento Adami Caldas com a participação de Natália e Lygia Nunes Carvalho.

A arte do Festival  foi feita pelo renomado designer, Hayala Garcia, que presta serviço como consultor de moda para grandes marcas, já tendo passado por empresas como Taco, Espaço Fashion, Cantão e Agatha.

"Serão cinco dias de atividades dedicados a cultura do Brasil na capital austríaca envolvendo música, dança, fotografia, cinema, artes, atividades infantis e muito mais", ressaltou a curadora do Festival Cultural do Brasil em Viena, Vanessa Tölle.


"Esta VII edição, que acontecerá de 25 a 29 de setembro, será um divisor de águas para as atividades da Associação Papagaio que também celebra 10 anos de dedicação à educação, cultura e a arte do Brasil no exterior", destacou  Vanessa Tölle,  ressaltando ainda que além das atividades que acontecerão no Weltmuseum, a Universidade de Viena e o Museu Quartier também serão palcos da Cultura do Brasil.

 

No dia 25 de setembro, a partir das quatro da tarde, acontece no Foyer da Biblioteca de Línguas Romanas

(Universidade de Viena) a abertura do Lounge Brasil - Escola de Cinema do Sertão com a presença do diretor e roteirista Geraldo Cavalcanti.

No dia 26.09, no Museu Quartier será realizada a partir das 18h, a Vernissage da Exposição

fotográfica "Brazilian Perspectives", composta por obras de renomados fotógrafos brasileiros com a curadoria de Mário Britto. A exposição ficará em exibição do dia 26/09 - 08/10/ 2019.

Solenidade de abertura do VII Festival Cultural do Brasil será às 17:30hs, no Átrio do Weltmuseum Wien. Estão previstas atrações musicais, dança, performance e a comemoração do Jubileu da Associação Papagaio.

 

A programação do Festival é voltada para toda a família e a entrada é franca

 

Conheça a programação do VII Festival Cultural do Brasil em Viena.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por Rô Wolfl/jornalista 

LaVoga Compass Europa

© 2017 La Voga Compass

Os colunistas, jornalistas e blogueiros que são colaboradores e parceiros do Lavoga Compass, são os reponsáveis pelo conteúdo das suas publicações neste Portal